Engenharia

Entenda como funciona o sistema de energia solar fotovoltaica

Sistema on-grid (conectado à distribuidora de energia elétrica):

 

1-  Painel Solar 

O Painel Solar reage com a luz do sol e produz energia elétrica (energia fotovoltaica). Os painéis solares, instalados sobre o seu telhado, são conectados uns aos outros e então conectados ao Inversor Solar.
 

2- Inversor Solar 

Um inversor solar converte a energia solar dos seus painéis fotovoltaicos (Corrente Continua - CC) em energia elétrica que pode ser usada em qualquer equipamento elétrico da Casa ou Empresa (Corrente Alternada - AC).
 

3- Quadro Elétrico

A energia que sai do inversor solar vai para o quadro elétrico e é distribuída para sua casa ou empresa, e assim reduz a quantidade de energia que você compra da distribuidora.

4- Equipamentos elétricos 

A energia solar pode ser usada para TVs, Aparelhos de Som, Computadores, Lampadas, Motores Elétricos, ou seja, tudo aquilo que usa energia elétrica e estiver conectado na tomada.

5- Relógio de luz bi-direcional

O excesso de energia vai para a rede da distribuidora gerando créditos!

O excesso de eletricidade volta para a rede elétrica através do relógio de luz (relógio de luz bi-direcional). Esse relógio de luz mede a energia da rua que é consumida quando não tem sol e, a energia solar gerada em excesso quando tem muito sol e é injetada na rede da distribuidora. A energia solar que vai para a rede vira "crédito de energia" para ser utilizado de noite ou nos próximos meses. Em outras palavras: você produz energia limpa com a luz do sol e reduz a sua conta de luz!!

Os "Créditos de Energia" são medidos em kWh. Para cada kWh gerado em excesso pelo seu sistema solar fotovoltaico você recebe 1 crédito de kWh para ser consumido de noite ou nós próximos meses. Esse crédito é contabilizado pelo seu novo relógio de luz bidirecional e é medido pela sua distribuidora de energia. Desta forma, no final do mês quando você receber a sua conta de luz,  você vai ver quanto de energia consumiu da rede e quanta energia injetou na rede. 

Sistema off-grid (desconectado da distribuidora de energia elétrica):

O gerador off-grid é aquele utilizado sem o auxílio da rede de energia local. Desta forma toda a energia que você produz com a suas placas solares será consumida ou armazenada em bateria solar para consumo durante a noite ou quando não houver sol suficiente. Embora ele seja mais simples que um gerador híbrido a quantidade de baterias para energia solar deve ser calculada com folga para evitar falta de energia.

1 – Painel Solar produz energia elétrica (CC);
2 – Inversor Solar converte a energia em Corrente Alternada;
3 – Energia produzida pelos painéis é armazenada na bateria solar;
4 – Quadro de Luz distribui energia para casa
5 – Consumo de Energia.

Este tipo de sistema não é indicado onde houver fornecimento pela companhia de energia elétrica. A bateria solar residencial encarece o gerador como um todo. 

Normalmente, este tipo de sistema é utilizado onde não há condições de fornecimento pela distribuidora ou o fornecimento é muito precário (constantes quedas de energia).

Em área rurais, este sistema pode ser utilizado para equipamento específicos instalados em locais remotos, como cercas, câmeras, bombas de irrigação , etc.

 Sistema Fotovoltaico com  back-up de baterias (Sistema Híbrido):

 

Os painéis fotovoltaicos podem ser usados de diversas formas, uma delas cada vez mais requisitada devido constantes faltas de energia é o sistema fotovoltaico conectado na rede elétrica com um back-up de baterias para energia solar.

De uma forma simples, ele funciona exatamente como o tradicional sistema fotovoltaico conectado a rede, porém, utiliza um banco de baterias para quando faltar energia.
Quando temos uma falta de luz em nossa rua, o sistema fotovoltaico com back-up de baterias será isolado automaticamente da rede elétrica e a sua casa terá energia por um determinado número de horas de acordo com o tamanho do seu banco de baterias.

Dependendo do tamanho (potência do sistema) e quantidade de baterias (autonomia). Em média este sistema custa de 30 a 50% mais do que um sistema fotovoltaico normal variando com a quantidade de baterias que você precisa. Quanto mais horas de autonomia, por consequência mais baterias, maior será o investimento inicial.

Normalmente faz-se uma ligação específica no quadro de luz para que o banco de baterias alimente somente o que é realmente necessário como, por exemplo, as luzes nos equipamentos mais importantes: a geladeira, o freezer, o modem de internet e um computador.

Unidade Santo André

(11) 94004 3718

(11) 99725 0744

Unidade São Carlos

(16) 99245 9640

(11) 97640 2390

©TESA Engenharia - todos os direitos reservados